Câmara – 01.03.2015

Prefeitos médicos estão
acabando com Livramento,
diz vereador

 

Emerson Leal (D), Carlos Batista e Paulo Azevedo (E), médicos prefeitos de Livramento

Raimundo Marinho
Jornalista

Esperava-se sessões calientes, na Câmara de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, sob o comando do vereador Paulo Lessa Pereira, assim como na última quinta-feira (26). Teve até pré-candidatura a prefeito.

O tição maior foi do vereador Joaquim Bitencourt, o Quinquinha de Amoreira.  Ao elogiar o colega Zé Araújo por se auto lançar pré-candidato a prefeito, criticou a sequência de médicos prefeitos no município.

Para Quinquinha, segundo release da assessoria do Legislativo,  “Livramento está pagando muito caro por importar prefeitos, por eleger médicos” e que “os prefeitos médicos estão acabando com o município”.

Não foram citados nomes, mas os médicos prefeitos de Livramento foram Dr. Edilson Ribeiro Pontes (1948-1951/1959-1963), Dr. Emerson Leal (1977-1983/1989-1992/1997-2000/2001-2004), Dr. Carlos Batista (2005-2008/2009-2012) e Dr. Paulo Azevedo (a partir de 2013).

Outro tema cálido da sessão foi a convocação da chefe local da Embasa, Maria de Lourdes, mas dispensada por ter adiantado providências. Mesmo assim, foi criticada pelos vereadores por não comparecer.

E querem ela de qualquer jeito, para responder reclamações sobre a qualidade da água e a restrição no fornecimento de água tratada a  caminhões-pipas que atendem famílias no sertão.

Zé Araújo e Joaquim Bitencourt: querem eleger um membro da casa para prefeito em 2016

Não é culpa de D. Maria de Lourdes. No máximo, vai repassar orientações da diretoria da Embasa, cujo presidente é que deveria ser convocado. Ela é competente e faz contorcionismo para adiar o colapso do sistema.

Os vereadores tratam o assunto superficialmente. Já repetimos neste site, várias vezes, que o sistema de abastecimento de água de Livramento está obsoleto, o que já era previsto pela Agência Nacional de Água, desde 2005.

Não atende mais a demanda da população da cidade e a Embasa, certamente, prioriza as ligações residenciais. Os edis precisam lembrar que, quando o sistema foi construído, a cidade era dez vezes menor.

Clique aqui e leia resumo da sessão da Câmara, de 26.02.2015>>

Leia mais em:

http://www.mandacarudaserra.com.br/arquivo/2013/abril.html

http://atlas.ana.gov.br/Atlas/forms/analise/Geral.aspx?est=13#

 

Hora da merenda – 26.02.2015

Tem jujuba, pirulito, sonho
de valsa, adoçante diet e palito

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, publicou o resultado de dois pregões presenciais para aquisição de gêneros alimentícios destinados à merenda escolar e outras demandas da Prefeitura.

São 161 itens, incluindo cereais, doces, bolos, pães, massas, carnes, café, biscoitos, laticínios, água, adoçante, guloseimas, paçoca, pipoca, pirulito, polpa de frutas e ingredientes diversos. Tem até palito de dentes!

Os diversos produtos, conforme a natureza de cada um,  foram quantificados, no Pregão Presencial 013/2015, em 118.500 pacotes, 85.700 quilos, 58.590 unidades, 600 caixas  e 3.000 dúzias.

Aparecido Lima crítica contratos da merenda

As maiores quantidades foram 19.000kg de açúcar cristal, 15.000kg de arroz polido, 20.000 pacotes de biscoitos, 12.000 pacotes com 250g de café, 15.000kg de feijão carioquinha, 12.000 litros leite integral, 10.000kg de frango congelado e 45.000 pacotes de 100g de polpa de frutas.

No Pregão 015/2015, há 29.000kg de pão francês, 29.000 de pão doce, 51.000 unidades de salgados (bolinho de bacalhau a risole) e 45.000 lanches (cachorro quente a saltenha). O custo total será de R$1,6 milhão.

As contratações foram criticadas pelo vereador Aparecido Lima, na Câmara. Ele teria razão, pois os volumes, realmente, impressionam. Mas é necessário considerar que os alunos têm direito a uma merenda escolar digna.

Geralmente, o cardápio básico da merenda escolar, distribuído pelos dias da semana, é composto de arroz, frango, carne, salada, feijão, linguiça, macarrão, pão com manteiga ou mortadela, bolacha e sucos.

Bem mais simples, portanto, das listas da Prefeitura e do Programa Nacional de Alimentação Escolar. Como não está prevista nenhuma Festa de Babette na Corte Municipal, é preciso explicar o excesso.

A licitação fala em atender outros órgãos da Prefeitura, mas não consta que ela tenha um programa alimentar próprio. Assim, vereadores, pais e alunos precisam ficar de olho da gestão da merenda.

Clique aqui para ler as publicações oficiais 1>>

Clique aqui para ler as publicações oficiais 2>>

 

 

Justiça Eleitoral – 26.02.2015

Alerta a quem não votou
nas três últimas eleições

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Os eleitores da 101a Zona Eleitoral que não votaram nas três últimas eleições, sem apresentar justificativas, terão suas inscrições automaticamente canceladas, caso não compareça ao cartório da Justiça Eleitoral, para regularizar a situação, no prazo de 60 dias, a contar de 02.03.2015 e até 04.05.2015.

O alerta está no Edital n. 010/2015, datado de ontem, divulgado pelo Juiz João Lemos Rodrigues, titular da 101a Zona, que compreende os municípios de Livramento de Nossa Senhora (sede), Dom Basílio, Rio de Contas e Jussiape.

Clique aqui para ler o Edital>>

 

 

Proteção de nascentes – 24.02.2015

Experiência de Extrema foi
sugerida na Bahia em 2008

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Uso predatório da água ameaça secar nascente do Rio Taquari, em Livramento

O Jornal Nacional (19.02.2015) noticiou a experiência de produtores do Município de Extrema (MG) na preservação das nascentes fluviais e consequente combate à escassez hídrica, que se alastra pelo Brasil.

Ex-deputado estadual Gilberto Brito

Trata-se do óbvio, que é proteger os locais onde os rios nascem, através da recuperação da mata ao redor dos mesmos. Aliás, a recomendação geral dos ambientalistas é que toda a mata ciliar seja preservada.

O JN deu exemplos bem sucedidos em Extrema. Mas a experiência mineira é antiga. Bem antes da Globo, em 2008, o então deputado Gilberto Brito, da vizinha Parimirim, já propunha sua aplicação na Bahia.

Naquele ano, ele apresentou indicação à Assembleia Legislativa, sugerindo fosse criado o “Projeto Conservador das Águas”, nos municípios com nascentes em seus territórios, nos mesmos moldes mineiros.

Em nossa região, o Rio Brumado e seu afluente Taquari são exemplos de nascentes ameaçadas pela ação predatória do homem, incluindo desmatamento, uso abusivo da água e agrotóxicos.

Leia mais em:

http://www.alba.ba.gov.br/noticias/Impressao.php?id=6628

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/02/crise-hidrica-pode-ser-combatida-com-mata-em-torno-de-nascentes-dos-rios.html

 

Fraternidade – 18.02.2015

Evoé, Momo! ou
Vade Retro Satana!

 

Imagens disponíveis e acessadas via internet

Raimundo Marinho
Jornalista

Termina o Carnaval, festa de origem controvertida. Para uns, surgiu na Grécia, cerca de 200 a.C., para agradecer aos deuses pelas colheitas. Outros dizem que vem das saturnálias, nos tempos de Cícero (106 a.C.).

Consta, ainda, que fora criada pela Igreja Católica (590 d.C.), uma preparação para a quaresma. Versões deturpadas na letra musical de Caetano Veloso: “Carnaval é invenção do diabo que Deus abençoou”.

Significa carnis valles (prazeres da carne) e parece ter sido apropriada pelo diabo, com pessoas indo ao mais fundo da alegria efêmera, exaltada no prazer carnal. Mas hoje é Cinzas, pó da nossa condição inexorável.

Aliás, insistimos em ser pó, chafurdados na baixa espiritualidade, justo do lado oposto ao objetivo de Deus. Todavia, pelo livre-arbitrio, cabe a cada um escolher: Evoé, Momo! ou Vade Retro Satana.

Começam hoje Quaresma e Campanha da Fraternidade 2015, da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), com o tema “Fraternidade: Igreja e Sociedade” e o lema “Eu vim para servir” (cf. Mc 10, 45).

O objetivo é “recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade”, conforme o Concílio Vaticano II.

A Igreja quer reflexão e ações sobre “a dimensão da vida em sociedade, que se baseia na convivência coletiva, com leis e normas de condutas, organizada por critérios e com entidades que cuidam do bem-estar das pessoas”.

O secretário da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner “convida a refletir, meditar e rezar a relação entre Igreja e sociedade”, de modo a levar a Igreja a “ser atuante, participativa, consoladora, misericordiosa, samaritana”.

Digo que é hora, então, de se buscar as pessoas carentes de pão, vestes e bênçãos, sentir suas dores e socorrê-las, ajudando-as a viver bem, tanto nas dimensões materiais quanto espirituais da vida.

 

Educação – 18.02.2015

Secretário nega que
estaria demissionário

 

Rafael Tanajura: "Por enquanto, não"

Raimundo Marinho
Jornalista

Informação vazada da Secretaria da Educação de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, dá conta de que o secretário Rafael Messias Tanajura teria sido convidado a pedir exoneração.

O substituto seria o diretor técnico pedagógico, Givanildo Rocha de Oliveira. Ele teria reunido diretores de escolas, para informá-los da decisão e exigira sigilo absoluto, até sair o anúncio oficial.

O encontro, aparentemente para tratar do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola), ocorreu na sede do órgão, a portas fechadas, último dia 11, sem a presença do secretário Rafael Tanajura.

Confirmamos que pelo menos três dos presentes à reunião vazaram as informações. Contatamos o secretario, via telefone, ele não manifestou qualquer surpresa, mas negou que estivesse demissionário.

Preocupou-se mais em saber quem era nosso informante, acrescentando: “não autorizo a publicação dessa informação”. “Mas você cogita deixar o cargo?”, perguntamos. “Não, por enquanto, não”, disse.

O “por enquanto, não” acende um alerta e aguça a notícia. Fiel seguidor de Emerson Leal, Rafael estaria em colisão com a 1a dama Helionete (Net), que costuma se investir impropriamente em poderes de gestão.

Para os padrões locais, Rafael Tanajura reúne as qualificações mínimas para o cargo, sempre militou na Educação e está na pasta pela segunda vez. Seriam lamentáveis três mudanças, em apenas dois anos.

Quase todas as exonerações de secretários de Paulo Azevedo, cerca de 10, foram antecedidas de boatos e negações oficiais. Os motivos das exonerações são os mesmo que, em tese, impediam as nomeações.

Na Educação, o primeiro, foi o vereador Paulo Lessa, que levou uma agenda eleitoreira para o órgão e irritou o prefeito. Inchou o órgão de contratações e montou um feudo que dá dor de cabeça aos sucessores.

Não será surpresa, porém, se o eventual substituto de Rafael não for o professor Givanildo Oliveira e sim uma mulher, que fez fileira com Paulo Azevedo, nos duros tempos de dissidência com Emerson Leal.

 

Legislativo – 17.02.2015

Trabalhando no Carnaval!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Os vereadores de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, ainda comem pelas beiradas, mas começam bem 2015, sob a presidência de Paulo Lessa e apoio dos pares. Teve sessão em plena “sexta-feira 13 de carnaval”.

A novidade é que poderia ser ponto facultativo e que,  antes, costumavam “enforcar” sessões em situações parecidas. Merecem parabéns! Além disso, parecem mais sensíveis ao dia-a-dia da coletividade.

Digo que “comem pelas beiradas”, porque ainda se omitem diante de graves e preocupantes problemas, como abastecimento de água, esgotamento sanitário, caos no trânsito e expansão desordenada da cidade.

Dia 13, houve indicações ao Executivo para criação de faixas de pedestres na frente da Escola Rômulo Galvão, na Presidente Vargas, e Avenida Edilson Pontes,  por Márcio Alan e Joaquim da Silva, respectivamente.

Marilho Matias pediu a recuperação da estrada que liga a cidade ao bairro Rua do Areão, esburacada por obras da Embasa. O vereador Antônio Luiz cobrou apuração de suspeitas em processos licitatórios da Prefeitura.

Aparecido Lima criticou o carnaval atrasado e dispendioso que o prefeito Paulo Azevedo anuncia para os dias 27 e 28 próximos, em plena Quaresma, agredindo a cultura religiosa do município.

Clique aqui e leia resumo da sessão, enviado pela Assessoria do Legislativo>>

 

Companheiro de viagem – 17.02.2015

Tributo a Joaquim Custódio!

 

Joaquim Custódio, em foto de 2013

Raimundo Marinho
Jornalista

Morreu Joaquim Custódio da Silva, 63 anos. Pessoa simples, anônima, talvez não mais lembrada em sua terra, Livramento de Nossa Senhora, mas parte das minhas lembranças, desde os idos infantis, em Itaguaçu.

Era filho de Teodoro e Josefa (prima carnal de minha mãe), e irmão de Nide, Rosa, Nena, José, Maria e João. Não cresci com ele, em Itaguaçu, mas sempre nos encontrávamos, quando eu ia visitar minha vó Sinhazinha.

Foi um irmão que acrescentei aos nove que vim a ter. As lembranças mais fortes, porém, são dos duros tempos da nossa chegada a Salvador, na década de 1970, para onde fomos com a cara e a coragem!

Foram muitas as pensões, pelas quais passamos, algumas juntos, outras não. Foram dias árduos, de um futuro que parecia incerto. Ele preferiu só trabalhar, eu trabalhava e estudava.

Especializou-se em processamento de dados. Salvo engano, trabalhou em loja de calçados, financeira, Serpro e no Baneb, até chegar a técnico do Tribunal de Justiça-BA, por concurso, lotado no então IPRAJ.

Trabalhou muitos anos no Baneb. Um dia, visitou-me, na Assessoria de Imprensa do banco, quando disse, eufórico: “Sabe quem é meu chefe, agora? Fulano de tal!”. Joaquim tinha pavio curto e fiquei preocupado.

O tal do seu novo chefe tinha fama de perseguidor frio e implacável, do tipo mau caráter e sádico. Então, alertei meu primo: “Tenha muito cuidado!”. E ele respondeu: “Que nada, tá meu amigão!”.

Joaquim em uma pensão de Salvador

“Mesmo assim”, eu disse, “muito cuidado”. Uma semana depois, Joaquim volta, agitado, mas sorrindo: “o cara me demitiu, quer dizer, ou eu pedia transferência ou ele me demitia”.

E tal eram o sadismo e o sangue frio do sujeito, que, diante da reação de Custódio, acrescentou: “eu penso pelo estômago, e tenho estômago de avestruz”.

Mas esse é só um dos incontáveis tipos de pedrinhas que se enfrenta pelo caminho, quando se foge da pobreza interiorana, deixando pais e irmãos para trás e se vai tentar vida melhor na cidade grande.

Mas Deus não desampara quem tenta, e sempre manda âncoras de apoio. A principal que Joaquim recebeu foi, sem dúvida, sua esposa Antônia. Vi poucas mulheres apoiar um companheiro, tal qual ela fez.

Juntos, geraram Júnior, o mais velho, 33 anos, médico endocrinologista, casado com Virginia, pais de Alessandro; as gêmeas Leila, advogada,  e Lélia, psicóloga, casada com Ricardo; e Jean, caçula, 23 anos.

Desde que o Baneb acabou (1999), não nos víamos com frequência. O vi pela última vez, numa festa junina do Clube Calor Humano, em Livramento, creio que há uns três anos.

Lembrar aqueles tempos de dificuldades compartilhadas, que pareciam invencíveis, e não esquecer a bênção de Deus em nos permitir vencer, é como escolhi para homenagear esse companheiro.

Estivemos no mesmo vagão do trem da vida, donde agora ele desembarca. Vencido por câncer no pulmão, diagnosticado em 2013, morreu na noite do último sábado, no Hospital Português, em Salvador.

Nossas condolências à família enlutada!

 

Falecimento – 14.02.2015

Livramento perde a
mestra Rita Vilasboas

 

Raimundo Marinho
Jornalista

(texto corrigido e atualizado)

A professora Rita Vilasboas Castro Pereira (foto), 89 anos, faleceu, na madrugada de hoje, no Hospital Evangélico, em Salvador. O corpo foi trasladado para Livramento de Nossa Senhora, Bahia, onde será sepultado.

Ela fora levada para tratamento na Capital, desde agosto de 2014, com problemas cardíacos. Teve a saúde agravada, nos últimos 10 dias, após sofrer uma queda e apresentar problemas no intestino, vindo a falecer.

Dona Rita encantou gerações de estudantes do Colégio João Vilas Boas, onde lecionou Psicologia durante muitos anos. Nasceu no vizinho Município de Lagoa Real, mas passou a maior parte de sua vida em Livramento.

Era viúva de José Vilasboas Pereira, com quem teve as filhas Iara e Cássia. Formou-se professora em Caetité-Ba e lecionou por 43 anos. Tivemos a honra de ser seu aluno, no final dos anos 1970, no CJVB.

Há menos de um ano, ela lançou o romance Tropeços e Acertos, com dedicatória ao esposo (in memoriam), em que usa uma personagem forte, feminina, para falar sobre as superações no quotidiano das pessoas.

 

 

Fantástico e advogados – 11.02.2015

OAB-Ba quer indenização
por dano moral coletivo!

 

Raimundo Marinho
Jornalista


Luiz Viana: reparação por dano moral coletivo

Sou admirador do Dr. Luiz Viana Queiroz, em quem votei para presidente da OAB-BA e votarei para sua reeleição, mesmo que dispense meu voto. Ele é uma fera na defesa da classe e prerrogativas da profissão!

Mas faço adendos à sua disposição de tentar ação indenizatória por danos morais coletivos, em razão da reportagem do programa Fantástico (TV Globo, 25.01.2015), que entendeu denegrir a classe como um todo.

Concordo com ele, ainda que isso não lhe seja relevante, até porque a mídia não pode sair atirando sem rumo, assim como os advogados não são uma categoria intocável. É apenas a mais instrumentada, juridicamente.

Mas é igualmente imperioso proteger a OAB contra eventual corporativismo vicioso. Deve-se dar o mesmo destaque a suas ações disciplinares contra advogados que desonram a categoria e a Justiça.

Nem a OAB nem os advogados teriam responsabilidade sobre a miséria e o sofrimento do trabalhador rural, que chegam à velhice dependendo da minguada aposentadoria de um salário mínimo (R$788,00).

Todavia, é emocionalmente desumano, tecnicamente ininteligente, socialmente ariscado e juridicamente injusto, além de tolo e equivocado, criar-se ilhas paradisíacas em um pais de miseráveis.


Alessandra Strazzi: para semear desconfiança

Também entendo que não é razoável abusar do argumento de que o advogado pode reter até 49,9% do proveito financeiro do processo. Seja explicado, também, que honorários de sucumbência são para cobrir custo do autor, por ter sido obrigado a ir à Justiça.

Neles requer-se seja condenado o vencido, junto às custas processuais. Se não integrarem o valor da causa, entendo que não podem ser apropriados pelo advogado, salvo para quitação de honorários pré-contratados.

Agrego ainda às preocupações do Dr. Luiz Viana a teoria da conspiração, da advogada Alessandra Prata Strazzi (SP), sobre as mudanças contidas na MP-664/2014, editada pela presidente Dilma, prejudiciais aos segurados.

Strazzi acha que a reportagem semeou desconfiança na mente das pessoas contra os advogados, para não serem procurados para reverter as consequências nefastas das mudanças, tidas como inconstitucionais.

Leia mais em:

http://www.oab-ba.org.br/single-noticias/noticia/oab-ba-quer-acao-de-indenizacao-por-danos-morais-coletivos-contra-materia-do-fantastico/?cHash=eb4b4ce7b6c998caea9cd96743aca5b1

http://alestrazzi.jusbrasil.com.br/artigos/163532280/desabafo-de-uma-advogada-previdenciarista-comentarios-sobre-a-materia-veiculada-no-fantastico-em-25-01-2015

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Mpv/mpv664.htm

 

Artigo – 11.02.2015

A transmutação de
direitos em favor

Por: Zeferino Neto (*)
zifaneto@gmail.com

Essa é uma das práticas mais corriqueiras no cenário político brasileiro, o indivíduo presentear o outro com aquilo que já é seu [do outro], assistido por lei. É o mesmo que chegar pra alguém e dizer: “olha, vá no posto que está dando remédio de graça”, quando, na verdade, a distribuição do medicamento só acontece mediante recolhimento de impostos que são pagos pelo bolso do povo, pois quem financia o orçamento público somos nós, cidadãos e cidadãs. Ou seja, não tem nada de graça, e muito menos é um favor.
     
Gostaria de transcrever em seguida trecho de uma matéria escrita pelo Jornalista Raimundo Marinho (na qual tenho enorme estima), intitulada Reajuste do piso está previsto em lei federal, para refletirmos sobre essa prática criminosa: (continua no link)

Clique aqui para continuar lendo>>

 

Legislativo – 10.02.2015

Câmara faz primeira sessão
de trabalho do ano legislativo

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Fui o único a manifestar esperança de que a gestão liderada por Paulo Roberto Lessa Pereira daria mais vigor ao Legislativo de Livramento. Resta apenas ele demonstrar que tem hombridade para tanto.

Os primeiros sinais são bons, com dinamização da comunicação, distribuindo releases, e  prestação das contas do primeiro mês de gestão. Só falta mandar atualizar o site da entidade.

A prestação de contas, na sessão do último dia 6, incluindo quanto e em que gastou a verba orçamentária, gerou euforia em alguns dos seus pares, que não economizaram loas ao novo presidente, pela transparência.

Elegeram a iniciativa até como fato histórico. Muito justo! Mas, assim entendido, reconhecem que nunca existiu transparência na Casa. Então, onde estavam, que não cobraram nem denunciaram?

Novas comissões da Câmara - Justiça e Redação: João Amorim (presidente), Jorge Luiz Lessa (relator) e Ronilton Carneiro Alves.  Contabilidade e Finanças: José Araújo Santos (presidente), Joaquim da Silva (relator) e Aparecido Lima Silva. Obras e Serviços Públicos: João Amorim (presidente), Uilton Nunes Dourado (relator) e Joaquim Bitencourt Correia. Educação e Cultura: Antônio Luiz Rego Azevedo (presidente), Marilho Machado Matias (relator) e José Araújo Santos.

Novas lideranças - Joaquim da Silva é líder da situação, majoritária, com PP, PDT, Solidariedade e PROS; Marilho Matias da oposição, integrada por PSD e PR. Antônio Luiz continua na “bancada independente”, do PT.

Lembrando que Joaquim da Silva foi eleito pela coligação situacionista derrotada, em 2012. Empossado, mudou de lado.  Antônio Luiz, eleito pela coligação vitoriosa, hoje situação, preferiu isolar-se no PT.

Joaquim Silva, Marilho Matias e Antônio Luiz lideram bancadas na Câmara

 

Educação – 10.02.2015

APLB denuncia prefeito
por não pagar piso salarial

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Após jactar-se de ser o primeiro a pagar o reajuste do piso salarial dos professores (2015), o prefeito de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, Dr. Paulo Azevedo, agora é denunciado pela Delegacia Regional da APLB-Sindicato, com sede em Rio de Contas, de não pagar o piso dos docentes da educação infantil, conforme as leis federais 11.494/2007 e 11.738/2008.

Segundo o diretor da entidade sindical, Jânio Soares Lima, um dos destinatários da denúncia é o presidente da Câmara de Vereadores, encarregada de fiscalizar o cumprimento das  duas leis, juntamente com o Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb (CACS-FUNDEB), que estaria omisso, segundo a APLB-Sindicato.

No bojo da denúncia, o diretor afirma que os docentes querem mudança no critério de remuneração da “atividade complementar”, o chamado AC, nas escolas municipais. O critério atual é de 25% sobre o valor do piso, que daria, hoje, R$479,44 e R$239,72, respectivamente, para jornadas de 40 horas e 20 horas (cálculos nossos, com base no piso de 2015).

Como a “AC” corresponde a um terço da jornada, sua remuneração foi subestimada em relação ao piso, de R$1.917,78 e R$958,89, para 40 e 20 horas, respectivamente. Então, o Sindicato reivindica, como a lei permite, o seu pagamento proporcional, que daria, respectivamente, R$639,24 e R$319,31, com repercussão favorável em todas as vantagens recebidas.

Clique aqui e leia ofício da APLB-Sindicato à Câmara de Vereadores>>

 

No fundo, uma irresponsabilidade – 09.02.2015

Uma madrugada de cão!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Doze livramentenses viveram uma madrugada de cão, hoje, quando a VAN na qual iam para Salvador, com o emblema da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, foi interceptada e sequestrada por vários bandidos, na BR-116, perto da cidade de Feira de Santana.

O motorista e os passageiros, que tinham exames médicos marcados na Capital baiana, ficaram das 2h40 às 4h45, torturados por xingamentos e ameaças de morte, feitos pelos assaltantes. O bando utilizou três carros para cometer o crime, entre eles um focus branco e um monza azul.

Havia crianças, homens, mulheres, doentes e acompanhantes. A acompanhante Maria José disse que se pôs à frente do grupo e teve uma arma em sua cabeça por 40min, Mas sua habilidade ao conversar com o criminoso pode ter evitado um desfecho com mortes.

Até conseguiu que ele deixasse R$20,00 com cada passageiro, para alguma necessidade. Com muito tato, procurou lembrar ao bandido que ele era bom. E, no auge da angústia, recitou, baixinho, o salmo 23, da Bíblia.

Contou que foi uma madrugada de horror. Disse que três bandidos entraram na VAN, um assumiu a direção e os outros vigiavam as vítimas, um deles lhe apontava a arma. Circularam por lugares ermos, até a BR 101, próximo a Coração de Maria, a 105km de Salvador.

Acrescentou que os assaltantes aterrorizaram os passageiros o tempo todo. Ela pensava que ia ser morta, principalmente quando o ladrão no volante da VAN berrava para o que lhe apontava a arma, aparentando ter 25 anos, dizendo: “atira nela, atira nela”.

Os ladrões saquearam os passageiros, levaram a VAN e deixaram as vítimas em local ermo. O grupo conseguiu contato com a Polícia, pelo telefone 190, tentando dar a localização aos policiais, que conseguiram resgatar todos, arrasados e saqueadas, mas, felizmente, com vida.

Irresponsabilidade

Vale lembrar que contribuiu para o incidente a irresponsabilidade do prefeito municipal, Dr. Paulo Azevedo, ao expor cidadãos livramentenses ao alto risco de uma viagem de mais de 600 quilômetros, até Salvador, em um veículo (VAN) irregular.

A VAN é clandestina, sem autorização para fazer transporte intermunicipal de passageiros, sem seguro e altamente vulnerável a assaltos. Quem fazia esse transporte de pessoas carentes, a que a Prefeitura é obrigada, por lei, a custear, era a Viação Novo Horizonte, com muito mais segurança.

No entanto, o prefeito deixou de pagar os serviços prestados pela empresa, passando a usar, irregularmente, a VAN, locada, em circunstâncias que também precisam ser esclarecidas, desde novembro de 2014.

Há, também, precedentes de motoristas da nossa Prefeitura que se perderam pela estrada, levando pacientes para emergência, em Conquista e Salvador.

 

Governo – 08.02.2015

Rui Costa impõe controle
em gatos da administração

 


Rui Costa, governador da Bahia

Raimundo Marinho
Jornalista

É muito cedo para se avaliar o governo de Rui Costa, na Bahia, ou mesmo antecipar qualquer prognóstico sobre o mesmo. Mas suas primeiras movimentações são indicativos de grandes esperanças.

Suas visitas às escolas públicas provam que seu “Pacto pela Educação” é para valer. Sugerimos que visite as escolas estaduais de Livramento de Nossa Senhora. Por aqui, muitas revisões precisam ser feitas.

As primeiras ações do novo governador, de certa forma, expõe falhas e negligências do antecessor, Jaques Wagner, que só esteve em Livramento, segundo consta, para inaugurar uma ponte num rio seco, em Itapicuru.

Embora de forma leve, Rui Costa começou bem, reformando a estrutura da administração estadual. Teve coragem de mexer no vespeiro das “direcs” e “dires”, antigos cabides de emprego que para nada serviam.

Criou rígida estrutura para controlar gastos, nenhum pagamento ocorrerá fora do orçamento. Envolve aquisição de bens e serviços, diárias, passagens, aluguel, uso de veículos, eventos e outros itens. Fim da farra, acredito!

 

Professores – 08.02.2015

Reajuste do piso está
previsto em lei federal

 

Raimundo Marinho
Jornalista


Paulo Azevedo, prefeito de Livramento

O governo do prefeito Paulo Azevedo, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, continua, no mínimo, contraditório. Foi alvo de pesadas críticas por atrasar pagamentos e exonerar servidores, em 2014. Não deu explicações.

Esta semana, divulgou nota vangloriando-se de que o município poderia ser o primeiro a pagar o salários dos professores com o piso nacional reajustado em 13,01%, passando para R$1.917,78. Aliás, muito pouco!

O piso e o reajuste, é bom lembrar, não dependem dos municípios. É regulado por lei federal, sendo o reajuste fixado, anualmente, pelo Ministério da Educação. Pagá-los não é mérito de prefeitos e sim obrigação.

O prefeito atribuiu atrasos de pagamentos em 2014 à queda na arrecadação, mas não demonstrou com números. Sabe-se que, a cada ano, o orçamento aumenta e não há prova de que fora afetado por qualquer crise.

A verdade é que o prefeito gastou demais e errado, inchou o quadro de pessoal e, depois, sonegou pagamentos para fechar as contas, em dezembro, sem cair nas garras do Tribunal de Contas dos Municípios.

 

Sessão inaugural – 03.02.2015

Prefeito não compareceu à
abertura do ano legislativo

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Todos os vereadores compareceram à sessão inaugural do ano de 2015

Paulo Lessa: novo presidente da Câmara

Entre as muitas atribuições do prefeito municipal, previstas no art. 82 da Lei Orgânica do Município, está a apresentação anual de relatório sobre as atividades do Executivo, do ano findo e para o ano que começa.

Mais uma vez o prefeito Paulo Azevedo, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, quebrou essa praxe e mandou uma simples mensagem, que acabou sendo lida pelo vereador Márcio Alan, da situação.

Não atendeu ao comando legal, apesar de ser considerado, também, como um momento glamoroso da vida pública, pois se trata de uma atenção especial aos vereadores, que representam a comunidade.

A sessão, realizada ontem, a que compareceram todos vereadores, marcou, ainda, o início da gestão do novo presidente da casa, vereador Paulo Roberto Lessa Pereira, que estreou no comando dos trabalhos.

As galerias ficaram parcialmente ocupadas na abertura do ano legislativo
Fotos gentilmente cedidas pela assessoria da Câmara

Clique aqui para ler a singela mensagem do prefeito, lida por Márcio Alan>>

 

Degradação – 02.02.2015

Armazém da Caseb fica esquecido em Livramento

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Um prédio público, que pertenceu à antiga Companhia de Armazéns Gerais e Silos do Estado da Bahia (Caseb), criada nos anos 1960, está abandonado, há muitos anos, em Livramento de Nossa Senhora, e começa a ruir.

Cercado de mato, virou maloca e está infestado de toda sorte de sujeira, inclusive fezes.  Fica na Avenida Ulisses Cambuí Lima, entre o Terminal Rodoviário e o Ginásio de Esportes, no bairro Taquari.

O único sinal de que, um dia, pertenceu à civilização é o nome, ainda na fachada, da Associação dos Produtores de Manga de Livramento, à qual serviu de sede, já nos seus estertores.

O prédio foi construído para ser um armazém, item relevante de ambicioso projeto de desenvolvimento agrícola, do qual a Caseb era parte essencial. O armazém visava garantir preços mínimos aos produtores.

 

Legislativo – 02.02.2015

Vereadores voltam ao trabalho!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

A Câmara de Vereadores de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, realiza hoje, a partir das 13h, a primeira sessão do terceiro período legislativo de 2015. Será dirigida pelo novo presidente, Paulo Roberto Lessa Pereira, de quem esperamos mais vigor na Casa, em prol da comunidade.

E por falar em Legislativo, o peemedebista Eduardo Cunha, do Rio de Janeiro, foi eleito presidente da Câmara Federal, com 267 votos, do total de 513 deputados. Derrotou o candidato apoiado por Dilma Rousseff, Arlindo Chinaglia (PT-SP), que teve apenas 136 votos.

A esperança é que Cunha restaure a independência da Câmara Federal, que se tornara um departamento do Palácio do Planalto.  Mas, como nem tudo são flores, no Cerrado, Renan Calheiros (PMDB-AL) reelegeu-se presidente do Senado, frustrando a expectativa  da maioria dos brasileiros.

 

Segurado rural – 02.02.2015

Por que  aposentadorias
são buscadas na Justiça?

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Essa é a questão fulcral a que a reportagem do Fantástico (TV GLOBO, 25.01.2015) nem a OAB fizeram referência, ao tratarem do processo contra advogados que estariam extorquindo trabalhadores rurais, ao representá-los perante a Justiça Federal.

O benefício é regulado na Lei nº 8.213/1991, art. 11, inc. VII e § 1º; art. 55, § 3º; e art. 143. Antes de ir à Justiça, o trabalhador rural faz o pedido administrativo ao INSS, juntando as provas legais. Mas é grande a incidência de indeferimentos pelo órgão previdenciário.

Então, o segurado recorre ao Judiciário, quando entra o advogado. O processo tramita nos Juizados Especiais Federais Cíveis e dispensa intermediação do advogado, embora esta seja recomendada, surgindo, assim, a cobrança dos tais honorários.

No caso, a Justiça só faz aplicar a lei, com base em informações e provas levadas pelo segurado, geralmente as mesmas já apresentadas, administrativamente, ao INSS. Então, por que o órgão previdenciário nega? Eis a questão a ser esclarecida!


 

Seminário – 02.02.2015

A educação nos municípios!

APLB-Sindicato, dos profissionais da educação da Bahia, promoverá palestra sobre “política educacional nos municípios”, em seminário que realizará, em Livramento de Nossa Senhora, próximo dia 6 deste mês, de 8h às 10h, no Centro Diocesano.

Coordenado pela delegacia do órgão, sediada em Rio de Contas, terá como palestrante a professora Marlene Aparecida Chaves, diretora da Federação Interestadual dos Servidores Públicos, regional de Minas Gerais.

Embora o tema seja carga horária do ensino fundamental, Fundeb, carreira e planos municipais de educação, será boa oportunidades para se dizer algo sobre o “Pacto Pela Educação”, do governador Rui Costa.

 

Crise da água – 29.01.2015

Debochando da escassez!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O Brasil vive crise hídrica inédita. Pelo menos, quatro importantes capitais do pais sofrem, atualmente, com grave escassez d’água para o consumo humano: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Vitória.

Esses exemplos, fartamente divulgados por jornais e TV, não têm servido para acordar as autoridades nem sensibilizar a população de Livramento de Nossa Senhora, Bahia. E o uso abusivo da água continua.

Meia dúzia de produtores do agronegócio apropriou-se, indeditamente, do sistema de irrigação construído pelo governo e ameaça deixar a comunidade sem água para beber. A catástrofe já está desenhada!

A Barragem Luiz Vieira, capaz de reter 105 milhões de metros cúbicos, vive lambendo a cota de segurança, de 15 milhões de metros cúbicos. Livramento vive a “seca verde”, com vegetação exuberante, mas sem água.

O pouco acréscimo das chuvas de 2014, que afastaria o risco de falta total, vem sendo saqueado impunemente pelos produtores. Toda quinta-feira, a água jorra, como nos grandes invernos livramentenses (foto de hoje).

 

Romaria – 28.01.2015

Festa de São Gonçalo da
Canabrava faz 300 anos!

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Hoje, pela manhã, haverá missa solene, na igreja da Canabrava, em louvor a São Gonçalo do Amarante, ponto alto dos festejos iniciados, com o novenário, último dia 19, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia.

A Diocese local comemora os 300 anos da tradicional romaria, que se realiza, anualmente, num grotão localizado na Serra das Almas, neste município.

Não há registro oficial do inicio da devoção ao santo, em nossa região, mas se estima que tenha sido a partir de 1715, mesmo ano de fundação da Vila inicial de Livramento, pelos bandeirantes paulistas.

Há indícios históricos de que os exploradores chegaram primeiro justo onde foi erguida a capela em louvor a São Gonçalo, antes mesmo da capela da padroeira, Nossa Senhora do Livramento, na sede municipal.

Consta que era costume dos desbravadores seguirem a rota do sol, sentido oeste-leste. E construíam as capelas em pontos estratégicos, com a frente para o pôr-do-sol, assim voltada para o local de onde vinham.

Talvez por isso as igrejas e capelas antigas, na região, estejam nessa posição.

Clique aqui para ler sobre a história de São Gonçalo do Amarante>>

 

Extorsão – 28.01.2015

Aposentados também são
extorquidos em Livramento

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Não foi citado pelo Fantástico (25.01.2015), mas Livramento de Nossa Senhora, Bahia, está na rota de aposentados rurais extorquidos por advogados, em ações que tramitam na Justiça Federal de Guanambi.

Num dos casos, o aposentado foi extorquido em 55% do que tinha a receber (R$9 mil). O advogado golpista teve um comparsa livramentense, que encaminhava a documentação para seu escritório, em Guanambi.

O roubo parece os denunciados pelo Fantástico, com pessoas humildes, que até acham que sem o advogado não teria se aposentado. Faz parte da extorsão a ameaça de “tomar a aposentadoria”, pelo advogado.

A aposentadoria rural, por idade, é um direito dos que trabalharam no regime de economia familiar (Lei nº 8.213/1991). Atendidos os requisitos, o INSS é obrigado a conceder. Se recusar, o segurado pode ir à Justiça.

O processo corre nos Juizados Especiais Federais Cíveis. Nem precisa de advogado, só na fase recursal. Mas é recomendável a orientação de um bacharel em Direito, que tem conhecimento técnico a respeito.

Em Livramento, tem advogados especializados e honestos, na área previdenciária. Evite intermediários, não seja vítima do complô de picaretas que praticam a extorsão. Nunca pague honorários acima de 20%.

Se o segurado ganhar a ação, o juiz só manda pagar o chamado retroativo a partir da entrada da ação. O tempo do processo administrativo no INSS não conta, salvo para eventual pedido de danos morais.

 

 

Exoneração – 28.01.2015

Emerson Leal deixa Sudic

 

Raimundo Marinho
Jornalista

O governador Rui Costa exonerou o ex-prefeito de Livramento de Nossa Senhora, Emerson José Osório Pimentel Leal, do cargo de diretor–presidente da Sudic (Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial), órgão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia.

Segundo ato publicado no Diário Oficial de ontem (27), a dispensa teria sido a pedido, mas se especula se o político livramentense estará fora do novo governo ou será apenas remanejado de função.

No primeiro mandato de Jaques Wagner (2007/2010), ele ocupou a presidência da EBDA. No segundo (2011/2014), migrou para a Sudic, que passa, agora, a ser dirigida por Jairo Pinto Vaz, já nomeado.

 

Inauguração – 25.01.2015

Moderno Centro Paroquial!        

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Finalmente, a “Casa Paroquial” de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, foi “concluída”, sob comando do pároco Ademário Ledo. Rebatizada como Centro Pastoral Paroquial, foi concebida por padre Sinval Laurentino, vigário de 1954 a 1966, que a construiu no local do antigo cemitério da cidade.  

Nos primeiros anos da Diocese, fundada em 1967, o local serviu de residência aos padres, tinha precárias salas de aula e um cinema (Cine Teatro Vitória), mas boa parte ficara inacabada. As obras de reforma e complementação começaram pelo antigo cinema, hoje um amplo salão de eventos.

A inauguração foi ontem à noite, após missa celebrada, no local, por D. Armando Bucciol. Segundo Padre Ademário, o CPP atenderá tanto a Paróquia quanto a comunidade, com suporte para eventos de pequeno e médio portes, incluindo cursos, encontros religiosos, sociais e culturais.

O pároco agradeceu o apoio do bispo e as doações dos fiéis, que garantiram a concretização da obra. Ficou acima das expectativas, como exclamou D. Maria: “Não parece coisa daqui de Livramento. Parece de lugar grande!”.

 

 

Falecimento – 25.01.2015

Seu Regi morre aos 96 anos!

 

Raimundo Marinho

Jornalista

"Seu Regi" em foto antiga, com a família, e na comemoração dos seus 96 anos

Faleceu, início da noite de ontem (24), em Salvador, Reginaldo Tanajura Machado, 96 anos, também conhecido como “Seu Regi” (da padaria). Na Capital, ele fora submetido a uma cirurgia, devido a uma queda, com fraturas, que sofrera em casa. Será sepultado em Livramento de Nossa Senhora, onde residia, possivelmente ainda hoje, em horário a ser definido.

Filho de Alfredo Machado e D. Esther (falecidos), era viúvo de D. Jacy, com ela teve os filhos Marinalva (falecida), Marinaldo (falecido), Maria Antonieta, Maria Nalcy, Elber Antônio, Helder Mauro (nascido morto) e Helbert Fernando. Mais os netos Marcelo, Marinaldo Júnior (falecido), Janaina, Fábio Roberto, Roberto Filho, Renata, Niomar, Yan Bela, Isis Loren, Ana Glória, Mauro, Helbert Fernando, Carol, Daniele, Luana, André e Leila, além de vários bisnetos.

 

Arrocho – 22.01.2015

Presidenta tira a vaselina!

 

Raimundo Marinho

Jornalista

A presidente Dilma mostra, neste início de ano, tudo que sonegou, escondeu e ou mentiu, na campanha eleitoral de 2014. Com a nítida cor do farisaísmo, perpetra verdadeiro arrocho sobre os brasileiros, sob o comando justamente de um banqueiro, Joaquim Levy, novo capataz da Fazenda.

Vale, então, lembrar que ela, quando candidata à reeleição, execrou os banqueiros, pintando-os de demônios, para convencer eleitores, num dos mais sórdidos vídeos de propaganda eleitoral, cujo tom nazifascista é atribuído ao marqueteiro Patinhas. Captaram?

Dilma não equiparou o índice de reajuste (6,23%) dos benefícios dos aposentados do INSS acima de um salário mínimo ao de atualização do salário mínimo de 2015 (8,8%). Nesse ritmo, os benefícios previdenciários acabarão nivelados por baixo, incluindo quem contribuiu pelo teto.

Agora, ela desfere outra bofetada nos trabalhadores, ao negar correção da tabela do imposto de renda, em 6,5%, como aprovado pelo Congresso Nacional. A presidenta só quer ajustar em 4,5%, alegando que seria renúncia fiscal. Então, pergunta-se: e a dispensa do IPI, para beneficiar montadoras?

Assim, quem não pagava o imposto vai pagar e quem pagava pagará mais, mesmo sem aumento real de salário. Sem falar que a incidência de IR em salário é um absurdo. Salário não é renda, na estrita acepção do termo, e sim contrapartida na correlação capital x trabalho.

O capital é a riqueza do investidor posta para produzir, sobre cujo resultado, ai sim, deve incidir imposto. O mesmo deveria ser com o salário, que é o capital do trabalhador. O CTN - Código Tributário Nacional (art. 43, I) diz que renda é “o produto do capital, do trabalho ou da combinação de ambos”.

Conceito enviesado, que privilegia o capital. Se se tributa o produto do capital, é de se entender que só a renda originária do salário deveria ser tributada. Tributar o salário significa reduzir o valor do trabalho. Mas não será a Dilma que entenderá assim! Tem o CTN como escudo!

 

Livro de Seu Tatinha – 20.01.2015

Uma festa da família Meira!

 

Raimundo Marinho

Jornalista

“Finalmente, foi realizado o sonho do nosso pai!” Assim, exclamaram Maria Aparecida, Maria Edir e Maria Teresinha, as três filhas de Rodrigo Alves Meira (1908-1993), no lançamento póstumo do seu livro Livramento, Origem e Famílias, no Centro Paroquial de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, em concorrida noite de autógrafos, última sexta-feira, dia 16.

Familiares e amigos das Três Marias, como o pai as chamava, lotaram o salão de ventos. O livro agrega informações inéditas sobre a história de Livramento e a formação do seu povo, que tem na Família Meira um dos seus principais troncos. A genealogia apresentada pelo autor é enriquecida om fotos de todas as gerações do núcleo familiar da qual ele faz parte.

As Três Marias (Aparecida, Edir e Teresinha) substituíram o saudoso pai, falecido em 1993, na aplaudida noite de autógrafos. Tivemos a honra de fazer a saudação inicial do evento, aberto ao som de Yesterday (The Beatles), executada por Tõezim Araújo (violino) e o popular Zé Quixim (violão).

Cada uma das Marias leu mensagens do prefácio sobre o pai, Rodrigo Alves Meira, também conhecido como Seu Tatinha, seguidas de saudação e homenagens especiais dos professores Eduardo Lessa Guimarães e José Walter Pires, conhecido cordelista da vizinha cidade de Brumado.

Fotos Paulo Silva

Clique aqui para ver mais fotos>>

 

Lançamento – 15.01.2015

“Livramento, origem e famílias”

 

Raimundo Marinho

Jornalista

A família de Rodrigo Alves Meira, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, lançará, amanhã, dia 16, o seu livro póstumo, intitulado Livramento, origem e famílias, com dados históricos sobre esse município do Sudoeste baiano e conta a saga da família Meira, na região. O evento será no salão do Centro Pastoral Paroquial da cidade, a partir das 19h.

Seu Tatinha, como era reverentemente tratado, foi chefe da agência local do Departamento de Estatística, órgão federal cujo nome atual é IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Ao falecer, com 85 anos, em 1993, deixara pronto os originais do livro, que foi atualizado e concluído por suas filhas Maria Aparecida, Maria Edir e Maria Teresinha.

O livro é rico em informações históricas e estatísticas sobre Livramento, complementado com a árvore genealógica de Seu Tatinha, incluindo fotos, até as gerações de netos e bisnetos. Tem edição de primeira qualidade, por nós coordenada, design de Rafael Oliveira, impressão e acabamento da Empresa Gráfica da Bahia (Salvador).

 

 

Artigo – 15.01.2015

“Eu não sou Charlie”

 

Por Antônio Pereira

pereirasilva56@uol.com.br

Ao ler as sábias palavras e corajosas opiniões contidas no artigo do psicólogo Zeferino Neto, com comedida satisfação, exclamei: ufa! Até que enfim encontrei alguém com quem posso lamentar e compartilhar do sentimento de tristeza pela morte dos jornalistas do satírico semanário francês, “Charlie Hebdo” e, sem hipocrisia, questionar a existência desse tipo de publicação humorística, pois, desde a trágica ocorrência em Paris, pus-me a pensar se

Deus aprova  charges com esse tipo de provocação, pretensamente engraçadas e informativas, mas que muitas vezes são fracas de humor e de pouco valor jornalístico, e que por vezes só servem para atiçar a ira de terroristas, que a pretexto de defender o Islã  ou outra causa qualquer aproveitam para extravasar sua sanha diabólica, perpetrando os piores atos criminosos contra quem consideram seus afrontadores ou simplesmente dizimando, com suas explosões de grande potencial destrutivo muitas vidas inocentes.

Nem é preciso dizer que nos veículos de informação de interesse geral, a liberdade de expressão é sempre necessária e indispensável para que os fatos sejam noticiados com profundidade e isenção, mas será que vale a pena manter uma publicação com finalidade exclusivamente provocativa, mesmo sob constantes ameaças dos que se sentem ofendidos? Eis um tipo de desafio cujo desfecho, infelizmente, tinha tudo para dá no que deu com os profissionais do “Charlie”.

Viram-se na Europa nesses últimos dias, governos morrendo de medo e o povo, assustado, enchendo praças e ruas gritando palavras de ordem e empunhando faixas com os dizeres “Eu sou Charlie”, no que foram imitados por uma turba de Maria vai com as outras em várias partes do mundo, como se isso fosse suficiente para sensibilizar a mente de homens treinados física e mentalmente para praticar o mal e que, em busca de fama, estão sempre dispostos a exterminar o maior número possível de pessoas, utilizando-se dos mais cruéis métodos de execução.

Deploro a morte dos jornalistas e dos reféns franceses, mas, temente a Deus, e fiel a meus princípios, prefiro fazer parte do diminuto grupo dos que, timidamente, carregam cartazes semiabertos com a inscrição “Eu não sou Charlie”.

 

Comentário – 14.01.2015

Prefeito nem ai! E o
povo, também, nem ai!

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Cidade sem tratamento de esgoto

O prefeito Paulo Azevedo, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, parece que venceu o ex-prefeito Carlos Batista também em matéria de má gestão e são tidos, sem distinção, como os piores dos últimos anos.

Mas as fontes das insatisfações são as mesmas: os que não tiveram ou perderam benefícios pessoais que costumam ser patrocinados pela viúva, ao largo do interesse público, em detrimento de cidadãos que trabalham.

Prova da indiferença é o orçamento de 2015, agora divulgado, sem despertar qualquer interesse.  Nem mesmo ante o fato do prefeito ter R$68.750.000,00 para gastar, sem ser fiscalizado.

Ninguém se importa como a fortuna será gasta, mesmo havendo graves reflexos na vida de cada cidadão, agora e no futuro. Por exemplo, o município presta serviços ruins, mas 45% são para pagar funcionários.

Somente 5% vão para investimentos, aquilo que, de fato, melhora os serviços e a estrutura urbana. A cidade não tem tratamento de esgoto e gastará apenas R$31.205,00 no setor. Mas investirá R$500.000,00 em creches.

Estão destinados R$1.000,00 para premiações culturais, artísticas, científicas, desportivas e outras. Dê uma passadinha lá na LO (nº 1.293/2014, de 29.12.2014) para ver essas e outras “curiosidades”.

 

Concurso – 14.01.2015

Rui visita escolas e fará
concurso de professores

 

Raimundo Marinho

Jornalista

O governador Rui Costa vem dando sinais de sensibilidade para com questões básicas da população, o que deve ser motivo de esperança para os baianos. Bem diferente da postura imperial do antecessor Jaques Wagner.

O governador visitou, dia 12, o Colégio Estadual Luiz Tarquínio, em Boa Viagem, Salvador, onde concluiu o ensino fundamental (1974/1978). Lá, reafirmou o compromisso de visitar unidades escolares na capital e interior.

É para ver de perto a situação das escolas e ampliar investimentos na educação, que elegeu como prioridade, lançando o chamado “Pacto pela Educação”, para o qual pediu apoio de alunos, professores e das famílias.

O governador aproveitou para anunciar a realização, ainda este ano, de concurso público para preenchimento de vagas de professor, hoje ocupadas por contratos temporários (Reda e PST).

Ele já visitou escolas estaduais nos municípios de Nova Redenção, Itapetinga e Muritiba. Só assim, podemos acreditar que a rede pública de ensino sairá do caos em que se encontra. Está na hora dele vir a Livramento!

 

Mordomia – 13.01.2015

Wagner cria mordomia para
si e outros ex-governadores

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Wagner, ministro da Defesa

Muitos leram e fingiram que não leram a notícia, segundo a qual o então governador Jaques Wagner, hoje Ministro da República, nos estertores da sua gestão, no governo da Bahia, sancionou lei que concede serviço de motorista e segurança a ex-governadores, onde hoje ele próprio se inclui.

O ato oficial, que muitos preferem achar obsceno, legitimando a mordomia vitalícia, está no Diário Oficial do Estado da Bahia (31.12.2014) e foi notícia no portal do jornal O Globo (http://oglobo.globo.com/brasil/jaques-wagner-sanciona-lei-que-concede-servico-de-motorista-seguranca-ex-governadores-14974346#ixzz3OdnZuXId).

Pela lei, o ex-governador que tiver ficado por quatro anos seguidos, no mínimo, ou cinco intercalados, à frente do governo, fará jus à invejável mordomia, que nenhum outro cidadão, que trabalha 30 ou 35 anos terá.

 

 

Mutirão – 14.01.2015

Campanha vai castrar
animais abandonados

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Recebemos nota, via e-mail, distribuída pelo jornalista Mauri Castro, informando sobre um mutirão para esterilizar, cirurgicamente, animais soltos e abandonados pelas ruas de Livramento.

Esses animais vivem sob grande sofrimento e costumam ser vítimas de maus-tratos. Apesar disso, tem grande capacidade de reprodução, agravando o problema, que é comum à maioria das cidades brasileiras.

É total o descaso do poder público diante da questão e só costuma agir matando os animais. No mutirão, a castração será feita pelo médico veterinário Kleyton Tanajura Silva, em sua clínica, na Rua Alfredo de Sousa Machado (ao lado da Rony Pet Shop).

Qualquer pessoa pode participar do mutirão, com doações para cobrir despesas com a operação (R$60,00, cada). Contatos: (77) 9939-6240 (77) 9963-4910 (71) 9179-9804, falar com Sirlene, Júlio ou Isis.

 

Sossego público – 14.01.2015

Barulho de motos gera
protesto em Livramento

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Tem razão o leitor Leonardo Brito ao se indignar e protestar (coluna de e-mails deste site) contra a perturbação da ordem pública resultante do movimento de motos do último sábado, promovido pelo denominado Mamutes do Sertão Moto Clube, em Livramento de Nossa Senhora, Bahia.

Só ele tornou pública a indignação, mas a reação não foi somente dele, mas da maioria dos moradores, incluindo idosos, crianças e pessoas doentes, das áreas da cidade abrangidas pelo evento, todos vítimas do desassossego.

O ato dos integrantes do Clube, que festejava aniversário, foi legítimo, garantido pela Constituição Federal, mas extrapolou e causou incômodos exacerbados, tirando o sossego de moradores, também garantido pela lei.

Não serve o argumento de que o evento trouxe benefícios, como “bares, restaurantes, pousadas e outros comércios cheios”. Tem de haver equilíbrio, que se espera seja alcançado em eventos futuros, pois, até onde se sabe, os integrantes do Moto Clube são pessoas de bem.

Veja vídeo gravado por Livras TV, postado: https://www.facebook.com/video.php?v=512776105531687&set= vb.386116634864302&type=2&theater

 

Animais – 12.01.2015

Você já viu uma
jequiranaboia?

 

Raimundo Marinho

 Jornalista

Quando retornava, ontem, da caminhada matinal, pelas ruas de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, uma pessoa (não pedi permissão para citar o nome) atalhou-me, dizendo ter algo para me mostrar. Pegou em sua casa um enorme inseto morto (fotos), que havia recolhido em um bar, e perguntou se eu conhecia.

Eu nunca tinha visto, apesar de ter nascido e trabalhado muitos anos na roça. Pesquisei na internet e descobrir que era uma jequiranaboia, que significa cigarra-cobra (do tupi-guarani: iakirána = "cigarra" e mboia = "cobra"). É um inseto homóptero (asas iguais), como as cigarras, também chamado machaca (em espanhol), a “cobra voadora”.

Há um mito sobre o animal, que teria um veneno letal, capaz de matar uma pessoa, como se fosse uma cobra. Mas isso não é totalmente verdadeiro. Dizem que apenas pode ser portador de substâncias altamente tóxicas, devido à sua alimentação. Portanto, se encontrar um por ai, não o mate. Devolva-o com cuidado para a natureza.

Para mais detalhes sobre o mesmo, acesse artigo do biólogo Fábio Paschoal, disponível em:

http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic/blog/curiosidade-animal/cobra-cigarra-um-inseto-com-veneno-mortal-o-antidoto-sexo-verdade-ou-mito/

 

 

Artigo – 12.01.2015

Sobre o atentado
terrorista em Paris

 

Por Zeferino Neto

zifaneto@gmail.com

Foi uma tragédia anunciada, infelizmente a vaidade em querer se projetar a qualquer custo, ou nas custas do outro é muito forte. Não vou nem muito longe, a nossa querida Livramento que sempre se orgulhou e viu como mérito aquele que sabia ridicularizar o próximo, o famoso "resenhista", alimenta esse espirito até hoje.

 Santo Agostinho pregava que percebida a tirania, e cessada todas as possibilidades, é legitimo que o povo se arme, ainda mais quando o povo se sente acuado. É muito difícil julgar essas questões, e achar o culpado, no entanto, é possível fazer um trabalho preventivo. Existem pessoas que não vão conseguir atacar com a lei, o que eu acho uma infelicidade.

Sou solidário aos cartunistas mortos nesse atentado, pois como é parafraseado John Donne, por Leonardo Boff no seu texto Eu não sou Charlie, je ne suis pas Charlie: “A morte de cada homem diminui-me, pois faço parte da humanidade; eis porque nunca me pergunto por quem dobram os sinos: é por mim”. Mas acredito que o humor, como tudo na vida tem limites.

E o pior que sabemos as consequências de ultrapassar esse limite. E por que ultrapassamos? Se for por um espirito revolucionário genuíno, por altruísmo, para libertar as mentes aprisionadas que se encontram em estado cultural vegetativas, aí eu valorizo, mas, se for apenas para se destacar na mídia, por pura vaidade, eu não me aventuro a analisar esses fatos, deixo o julgamento para Deus.

Mas continuo achando triste esse desfecho, e gostaria de enfatizar mais uma vez, em virtude daqueles que foram contaminados pela "praga PC" (A praga do politicamente correto) e que rondam as páginas na internet, que sou contra tirar a vida do outro, mas sou a favor do respeito.

Graças a Deus aqueles que foram e que são, ridicularizados há anos em Livramento, pelos subalternos dos mais abastados, simplesmente para alegrá-los nas mesas dos bares, nunca quiseram pegar em fuzis, preferiram chorar em casa, se isolarem socialmente.

Pensando melhor, será que isso foi bom mesmo para eles? Sofrerem calados? Livramento escapou de tragédias desse tipo.

Zeferino de Paula Lima Neto é psicólogo e a favor da paz

 

Orçamento 2015 – 07.01.2015

Prefeitura estima receita
em R$68,750 milhões

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Bom dinheiro! Se bem administrado, dá para muita coisa. É com ele que o prefeito Paulo Azevedo, de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, vai tocar os investimentos e os serviços públicos municipais, neste ano de 2015.

Em 2013 e 2014, contou com valores semelhantes, mas tudo indica que não soube administrar, tanto que teve as contas de 2013 rejeitadas e levou a Prefeitura à insolvência em 2014, com déficit de R$2,944 milhões.

Do total, R$65,260 milhões são para o Executivo e R$3,489 milhões para o Legislativo, conforme a Lei nº 1.293/2014, de 29.12.2014, aprovada pelos vereadores, que estima receita e fixa despesa do município para 2015.

O total das receitas correntes, oriundas de tributos e contribuições pagos dos contribuintes, na verdade, seriam de R$73,892 milhões. Mas, devido ao déficit orçamentário e outras deduções, caíram para R$68.750.000,00.

Clique aqui para continuar lendo>>

 

Fraternidade -  06.01.2015

CNBB quer mais ação
da Igreja na comunidade

 

Raimundo Marinho

Jornalista

Apesar do muxoxo da Cúria Romana, com suspeita de “esquizofrenia” e “Alzheimer” espirituais, a Campanha da Fraternidade 2015, da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), tende a ter o pensamento iluminado do argentino Jorge Mario Bergoglio, hoje Papa Francisco.

O tema da Campanha é “Fraternidade: Igreja e Sociedade” e o lema “Eu vim para servir” (cf. Mc 10, 45), para, segundo a CNBB, buscar “recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade”, conforme o Concílio Vaticano II.

O propósito é refletir e estimular ações práticas que levem em conta, com toda profundidade, “a dimensão da vida em sociedade, que se baseia na convivência coletiva, com leis e normas de condutas, organizada por critérios e com entidades que cuidam do bem-estar das pessoas”.

O secretário geral da CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner, explica que a CF 2015 [a ser lançada na Quaresma] “convida a refletir, meditar e rezar a relação entre Igreja e sociedade”, levando a Igreja a “ser atuante, participativa, consoladora, misericordiosa, samaritana”.

Entendemos que isso significa sair do altar para ir encontrar as pessoas, sentir o que sofrem e socorrê-las, tanto nas dimensões materiais quanto espirituais, como filhos de Deus, carentes de pão, vestes e bênçãos!

Veja texto da CF 2015, em:

http://www.cnbb.org.br/campanhas-1/fraternidade/15079-cnbb-publica-texto-base-da-cf-2015

 

 

Artigo – 06.01.2015

Fato ou piada O advogado Jorge Soares Oliveira, que assina Jorge de Piatã, em homenagem à cidade, de temperatura amena e capital do bom café, onde nasceu, na Chapada Diamantina, Bahia, faz uma hilária paródia, usando como mote a tese jurídica conhecida como “Domínio do Fato”, invocada para comprovar a participação de alguém em ato criminoso. É uma teoria polêmica, segundo a qual é autor do crime a pessoa que, mesmo não tendo praticado diretamente o ato, decidiu e ordenou sua prática a subordinado seu. O Dr. Jorge não analisa juridicamente e nem mesmo define a teoria, apenas faz uma parodia muito engraçada sobre o que acontece em nossa República:

“É um fato ou é uma piada? Esta, quase sempre, é a pergunta que nos vem à mente quando nos deparamos, no noticiário da TV, com certas reportagens que têm o dom da ambiguidade.  E, nessas ocasiões, enquanto refletimos a respeito, certamente acrescentamos outras perguntas:  Se isso é piada, por que está sendo mostrada no Jornal Nacional? Não seria mais apropriado aparecer no Zorra Total?  Ou no Pasquim? (Ôpa, desculpem. Este morreu já faz tempo, vítima da concorrência desleal dos políticos que fazem humor ao vivo!)”.

Clique aqui para continuar lendo>>

 

 

Jornalismo – 05.01.2015

Chegamos aos 10 anos!

 

Raimundo Marinho
Jornalista

Nosso portal www.mandacaradaserra.com.br, primeiro site de notícias de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, completa seu primeiro decênio, em 2015, feito na mais rigorosa técnica do jornalismo crítico, opinativo e interpretativo, com foco exclusivo em nosso município.

Nele, publicamos O Mandacaru, aplicando a experiência de mais de 30 anos de carreira, agregada a outros conhecimentos de vida, no compartilhamento de ideias, conhecimentos, informações, críticas e sugestões.

No editorial de apresentação (2005), dissemos tratar-se de iniciativa filantrópica, sem qualquer dependência publicitária, sob o lema de não ser encosto nem sombra para ninguém, como a conhecida planta do agreste.

A partir de hoje, exibiremos o selo “2015, O Mandacaru, 10 anos”, para fixar esse grande feito jornalístico. Se as condições favorecerem, faremos uma comemoração, com uma edição das principais matérias aqui publicadas.